PES

Cada um do seu jeito, com suas características únicas, mas todos valorizados, ouvidos, respeitados…

 

Para aprender a aprender é necessário sentir-se seguro, valorizado em suas potencialidades. O equilíbrio emocional é fator determinante para que crianças, adolescentes, adultos e idosos se sintam motivados a enfrentar as situações rotineiras com assertividade, seja no âmbito escolar, familiar ou social. Assim, a Psicologia tem muito a contribuir na área educacional, pois para estudar e aprender de forma significativa é necessário estar bem, acreditar em si mesmo, reconhecer-se como pessoa talentosa, criativa, desejosa de descobrir coisas novas todos os dias, sentindo-se feliz e tranquila.
Atendemos crianças, adolescentes, jovens e adultos, realizando intervenções adequadas para cada perfil.

Atendemos crianças, adolescentes, jovens e adultos, realizando intervenções adequadas para cada perfil.
Ligue agora mesmo e agende uma visita
(61) 3447-1217 (61) 98366-2442
(61) 98403-6471 (Eleonora Cavalcante – Diretora Educacional) 

Nossa Psicóloga:
Shirley Soares Martins:

psicologa PESGraduada em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, experiência com idosos, crianças, adolescentes e adultos. Faz intervenções em crianças autistas com base no método neurocognitivo comportamental e terapia familiar.
Embora a formação do psicólogo no Brasil esteja, na maioria das vezes, voltada para uma perspectiva mais clínica e de saúde mental, a Psicologia tem muito a contribuir para os processos educacionais. O Psicólogo é o profissional que durante sua formação tem a possibilidade de aprender sobre o desenvolvimento humano, relações interpessoais, e mecanismos e processos de aprendizagem de modo mais aprofundado. Nesse sentindo, é também o profissional que pode contribuir de muitas maneiras para os processos de ensino e aprendizagem.
Sou psicóloga há oito anos e tive a grata oportunidade de trabalhar com todas as faixas etárias e como psicóloga penso a todo o tempo como é incrível a mudança de comportamento das pessoas quando se sentem protegidas emocionalmente, compreendidas e capazes.
Meu objetivo é contribuir com as pessoas de modo que possam sentir-se seguras e pertencentes a um grupo, capazes de compreender e manifestar os próprios sentimentos, sabendo respeitá-los e aceitá-los, estes são desafios constantes em minha profissão.
Mas, mais do que qualquer título acadêmico, sou alguém que se preocupa, que se mobiliza, que se inquieta, que se compromete e quer, verdadeiramente, contribuir com a educação. Para tanto, penso que algumas premissas se fazem necessárias, tais como:
– A valorização do ser humano, respeitando cada faixa etária, como interlocutora, capaz, ativa e competente;
-O respeito às características de cada indivíduo, entendendo-os como seres que fazem parte do mundo, atuando nele;
-A valorização da saúde, do bem-estar, da não patologização e respeito às diferenças e ao ritmo de aprendizagem de cada um.

Shirley Soares Martins